(41) 99201-2725
Chamar no Whatsapp
Seja um Voluntário

Estudo CLEAR

Este estudo busca avaliar se o uso do Ácido Bempedoico reduz o risco de eventos cardiovasculares (infarto, AVC, revascularização coronariana) em pacientes com doença cardiovascular estabelecida que sejam intolerantes a estatinas.

Aproximadamente 12 mil pacientes em 30 países são designados aleatoriamente para o grupo do Ácido Bempedoico ou Placebo na razão de 1 para 1. Durante o seguimento, estimado em 45 meses, será avaliado o tempo médico para a primeira ocorrência de infarto, AVC ou revascularização em cada grupo.

A intolerância a estatinas é bastante comum e é uma das maiores barreiras para a aderência ao tratamento de pacientes que precisam diminuir os níveis de colesterol no sangue. Normalmente essa intolerância se manifesta como dores musculares principalmente nas pernas, mas também está relacionada a diarreia, dor de cabeça, tontura, entre outros.

O Ácido Bempedoico é uma molécula que, assim como as estatinas, diminui o nível de LDL colesterol no sangue, mas diferentemente das estatinas, ela usa uma enzima (ACSVL1) que está ausente no tecido muscular. Assim, espera-se que o ácido bempedoico cause menos efeitos colaterais.